" Até onde posso vou deixando o melhor de mim...
Se alguém não viu...
Não me sentiu com o coração."
Clarice Lispector





Caso seja necessário copiar as questões elaboradas pela autora desta página, faça de forma que não haja exclusão do nome do blogger.
Agradeço a compreensão.



Qualquer dúvida relacionada aos conteúdos deste blogger entre em contato pelo endereço
ronyfaieth@hotmail.com.

















segunda-feira, 18 de abril de 2011

TESTE DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROFESSORA: RONY FAIETH

1.    No texto a seguir predomina a conotação ou denotação? Justifique sua resposta usando fragmentos do texto.


Vai dar namoro
Do jeito que você me olha
Mai dar namoro
Pousou um avião no meu aeroporto
É como embarcação que chegou no meu porto
Distribuindo charme
E muita sedução
Tem jeito não
Tô gamadão
Que Deus me ajude
Ela é mais que linda ta me dando bola
Tá parecendo grude
Tá na minha cola
Tá bombeando amor esse meu coração...

2.   Observe a repetição no início dos três últimos versos. Nesse trecho encontra-se a figura chamada:
a.   Pleonasmo
b.   Anáfora
c.    Metáfora
d.   Metonímia
3.   Identifique as figuras de linguagem nos trechos a seguir:

a.  A chuva bateu na minha janela  
       Tão melancólica
             Tão fina.

R: prosopopeia

b.   Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal

R: pleonasmo e metáfora

c.    Ela se jogou da janela do quinto andar
Dorme agora
É só o vento lá fora

R: eufemismo- dorme agora( está morta)

d.  A juventude é corajosa e nem sempre conseqüente.
R: Mmetonímia- os jovens são corajosos

Leia com atenção o texto abaixo e responda as questões 4 a6 :
Soneto de Separação
De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.
Vinícius de Morais

4.  O soneto se faz de antíteses, ou seja, da figura de linguagem que consiste em apresentar idéias em oposição. Assinale a alternativa em que isto não ocorre:
a) ( ) paixão / pressentimento
b) ( ) momento imóvel / drama
c) ( ) triste / amante
d) ( ) amigo próximo / vida
e) ( ) calma / vento

5.. Identifique a figura existente no verso:

“Que dos olhos desfez a ultima chama.” metáfora

6.   Reescreva o trecho do poema formado por comparação.

 silencioso e branco como a bruma

7.  Você já aprendeu que aliteração é uma figura de linguagem construída a partir da repetição de um mesmo fonema consonantal ou sons consonantais semelhantes. Na 1a. estrofe, há aliteração? Em caso positivo, exemplifique.




8.     Produza um pequeno texto usando algumas figuras de linguagem que você estudou.






De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma

Nenhum comentário:

Postar um comentário